quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Adenda ao último post...

Sim, é mesmo o fim deste blog...

Se haverá outro? É provavel mas daqui a uns tempos quando tudo acalmar - se bem que vai ser dificil já sei... :)

Vou continuar a visitar os vossos e quando regressar, numa outra localização qualquer, eu aviso...

Tenho andado ausente mas com saudades vossas.

Beijinhos

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O Natal...

Este ano, com o Martim, eu que nunca fui muito dessas coisas, quero começar a "nossa" tradição.

A casa vai ser decorada como talvez nunca tenha sido, o Natal vai ser cá em casa, a ementa vai ser tradicional com um toque de irreverência e a maior parte das coisas compradas no meu restaurante favorito - sim que barrigas de 8 meses e meio não deve ser grande ajuda e a Bimby ficou em Luanda.... O resto deixo por conta das avós...

Mas estou com um sério problema: presentes...

Não me fazem sentido os presentes que se dá por obrigação, esses nunca me fizeram grande sentido mas agora, depois do Martim ou por me ter mudado para Luanda e ver outra realidade, as prioridades mudaram, e para mim faz mais sentido os presentes de coração, de afectos, os uteis - aqueles que ajudam alguem...

Faz-me mais sentido as caixas com roupa que estou a identificar para entregar em 3 Instituições que ajudam jovens mães e mulheres maltratadas que passar uma tarde nas compras de presentes de Natal.....

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

7 meses... ou mais exactamente 27 semanas e 6 dias

Resumindo:

S. D. Martim, irrequieto, jogador da bola ou ciclista ou sabe lá Deus o quê, desde que seja feliz mas mexa bastante, cá continua a fazer das dele.... :)

Não me queixo das idas à casa de banho porque ele está a fazer estragos mais acima.... não pressiona a bexiga mas dá cabo do que já funcionava mal: estomago e coração... ah pois...

A minha digestão demora em média 4 a 5 horas....... ah pois.....

Andei 6 meses enjoada mas agora fiz um upgrade: vomitar... ah pois....

De resto, e confesso que isto da digestão me dá cabo ds nervos mas de resto, nada demais: ele está óptimo e na realidade é so isso que me interessa...

Entretanto, deixar o calor de Luanda ajudou a parte das pernas inchadas, este semi-repouso acaba por ajudar o coração, adorei o médico que me recomendaram, vai nascer no Hospital da Luz, e mais nada interessa nem as minhas mazelas, mas ele e só ele e a saude e bem-estar dele....

O medo visita-me de vez em quando, não medo do parto mas da imensa responsabilidade de trazer um bébé a este mundo que sempre foi louco mas que agora parece demente...


Ah sim, e tive outra descoberta fantástica: a placenta é posterior, ou seja serve de amortecedor... eu que me queixo de levar sovas do meu filho nem quero pensar se a placenta não servisse de amortecedor.... ah pois...
violência doméstica :))



E filhote, hoje é dia do Martinho, Martim...

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

10 de Novembro de 2011

Confesso que agora que ela pesa 38 kgs tenho algumas saudades do tempo em que era pequenina :))


Parabéns Cãopanheira... pelos teus 4 anos...


Se tu sonhasses o que me preocupas neste momento......

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Nada como um incentivo......

Mau....

recebi em casa um vale da Victoria's Secret de 54USD.... considerando que os bikinis que comprei não me passam no rabo, com excepção de um, isto quererá dizer o quê?

Vou considerar isto um incentivo...

Assim, vou ver que bikinis gosto, pensar em mim daqui a uns, ora deixem cá ver, 7/8 meses e até lá, defino o objectivo.... sim... já vou com 10 kgs em 7 meses....  e até os sapatos se estao a fazer dificeis :)




a sorte é que o Inverno ainda nem começou ;)

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

FB... e outrs coisas....

Não vou ao FB há alguns dias e pronto...

lá passam uns aniversários da malta....


Mas com o regresso antecipado a Lisboa, pois, não pode ser a 18 de Dezembro né.... o trabalho é tanto e há tanto por fazer que nem sei...


Update....
O Martim cá anda na sua actividade intensa especialmente quando a mãe está quieta e sossegada e nem sabe bem em que posiçao se consegue por...

Acabei com as bolachas doces, os sumos, reduzi o consumo do açucar e a glicémia de manhã em jejum mantém-se nos 91.... segundo a médica as perspectivas não são boas... mas com a aventura/susto da semana passada esta semana não me pus a fazer a dieta da MAC... emagreci 1,5 kgs e nesta fase da gravidez isso não é grande coisa....

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Apenas coisas....resumidas...

... o Sr. Martim continua o seu estágio de pré-epoca, porque vendo bem a quantidade de pontapés e a sua intensidade a esta pobre mãe, ou ele dá um futebolista tipo Messi (sim, é mais humilde, mas pensando bem podia ser mais bonito........)

..... a mãe pregou um susto ao pai e a ela própria na semana passada mas lá está, semana passada, já passou....

... levei um abre-olhos da minha mãe, mas olhem que ás vezes quando levamos um estalo ficamos magoados mas na realidade, quando levámos o estalo virámos a cara para o lado onde estava a nossa felicidade.... ah pois é.... ando muito poética....

.... na realidade apetece-me mandar a toalha ao chão ou uns estalos em alguém (vários alguéns) e emigrar... não, Luanda ainda é muito perto....

... na realidade confesso que pouco mais me importa: a saúde do meu filho, nem tanto a minha e a minha é que anda a ser afectada, o meu marido fantástico e o meu filho.... São estas as minhas prioridades... depois disso os amigos, os que o são de facto.... a familia mas para mim laços de sangue não querem dizer nada, a não ser talvez uma obrigação... familia de afecto sim... de sangue pode nao querer dizer nada....

... tenho pensado no injusto que é o Martim não conhecer as 2 melhores pessoas da minha vida, as duas que são para mim um exemplo... também tenho pena que não conheça o Mindo mas a vida é assim, e nós somos o que fazemos com ela...

... ando basicamente a tentar equilibrar as coisas - a minha vida profissional com a maternidade... e tenho muito mas muito por fazer nestes dias que me restam em Luanda...

.... medo? sim, muito mas é normal....

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

O lado B dos pais...

No outro dia encontrei aquele artigo do Dr. Eduardo Sá Domingo aqui e ontem, tipo filme, vivi a cena.....

Adiante....


A minha única dúvida é, devemos alienar da vida dos nossos filhos quem eventualmente os irá prejudicar?

Quem nos tira a nós do sério, e nos chateia... a solução mais fácil nao será tirar essas pessoas da vida de um criança que ainda nao está preparada para tudo os que os adultos são e fazem?

mais fácil será certamente........

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

23 semanas e 2 dias

E o Sr. D. Martim que pelo que leio nem pesa ainda 500 grs já faz a mãe sentir cada pontapé aos pontos de ver a barriga a deixar sair um qualquer tipo de alien.....

O pai já levou uma encostadela no cotovelo e na orelha mas ninguem o manda meter-se onde não é chamado ;)

Jogador da bola, ciclista, corredor da maratona... whatever......

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

3 de Outubro de 2011

22 semanas e um coração de mãe, que ainda nem sabe bem o que é isso, pequenino, pequenino de tanta ansiedade....

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Again....

22 semanas no Domingo...

Faço-me de valente e digo que não há problema nenhum em estar em Luanda, longe de cuidados de saúde decentes na sua maioria, e intimamente agradeço a quem olha por mim algures por esta gravidez estar a ser chata pelos enjoos constantes mas de resto, perfeitamente normal... Obrigado!

na realidade, faço os filmes na cabeça - se está tudo bem, se o Martim está saudavel, se tem algum problema, se... se.... se.... se de facto é Martim... se... se.... se...

Amaldiçou os sonhos que me perseguem e conto os dias até segunda-feira, para o ver, para o ouvir e peço por tudo que esteja tudo bem...

A parte de chegar a casa, ou pelo menos a essa casa, ver a minha familia, os meus amigos, a minha cadela fabulosa, essa só vai assentar em mim depois da ecografia na segunda-feira... coração de mãe é complicado...


e pronto, a esta hora já aterrei nesta terra maravilhosa, nesta cidade linda de que tenho imensas saudades....
"Bem-vindo a Lisboa"

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Os dias dividem-se entre #

Aqueles em que achamos piada aqueles acontecimentos na vida que ao fim de tanto tempo fazem sentido...

e aqueles que ocorrem agora e que nao têm mesmo sentido nenhum nem haja nenhuma alma caridosa a dizer que vai fazer........

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

E como por vezes a carapaça é útil...

Esta manhã, na estrada onde passamos todo os dias, estava um corpo estendido, meio tapado por um pano pequeno que algum transeunte ou alguns dos que se amontoavam para ver colocou ...
Possivelmente foi atropelado mas não havia nenhum carro parado nas proximidades...

E a minha reacção ainda agora me faz confusão - nao sei se já estou formatada a toda esta desgraça ou se a minha carapaça entrou em funcionamento...

Agora digam o que disserem, agradeço o facto de a ter.... porque não conseguiria estar aqui, neste belo País mas assistir impávida e serena às brincadeiras das crianças no meio dos esgotos que correm livremente ao lado da carne vendida para o jantar....

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Da realidade por vezes...

ou como nos fazem pensar em algumas coisas...

Daqui

"O lado b dos pais

Escrito por Eduardo Sá Domingo, 18 Setembro 2011

Não é verdade que os pais gostem sempre dos filhos e, sobretudo, que gostem de todos por igual. O que se passa para que, ao contrário do que desejam, pareçam preferir um a outro?

1. Se há o País do Natal e a Terra do Nunca o ordenamento territorial do planeta da infância devia prever um lugar para os pais. Um pedaço de terra sempre lhes daria outra credibilidade. De certo modo, logo haveria de se tornar numa incubadora de pais e não correriam o risco de ser apanhados desprevenidos, quando alguém se lembrasse de certificações comunitárias e formações só para eles. É claro, o lugar dos pais teria de ser entre o céu e a terra! Só assim se compreende que, sempre que imaginam os pais, as crianças os empurrarem sempre um pouco mais para o céu. Ou é porque o pai é tão grande, tão grande – aos olhos das crianças – que, com mais ou menos jeito, o supõem capaz (qual arranha-céus) de tocar as nuvens; ou porque, como Deus não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo, esperam que a mãe (num sereno piquete) nunca deixe de estar. Ou, finalmente, porque os supõem a não se deprimir, a nunca ter medo e a jamais se cansarem.
2. Deve ser por isso - suponho eu - que, sempre que os pais sentem seja o que for, a propósito dos filhos, todos lhes exijamos que contem até três, antes de sentirem, e arredondem todos os sentimentos até à casa das milésimas. Ora, apesar da sua enorme bondade, os sentimentos dos pais pelos filhos nunca são perfeitos. E, pior, em muitos deles, têm um lado b, mais ou menos secreto e doloroso. Vejamos alguns desses recantos mais sombrios que existem nos pais…

Não é verdade que uma gravidez seja, quase sempre, um «estado interessante» e que a barriga pesada não se torne, de vez em quando, enfadonha e cansativa. Por mais que se queiram enamorados por um bebé, para muitos pais ele chega fora das horas marcadas e cai, qual turista acidental, no meio de brigas assanhadas, de divórcios que se constroem, silenciosamente, por mútuo consentimento, ou como elo mais fraco entre pais outrora cúmplices e, agora, estranhos.

Não é verdade que o bebé seja sempre um menino Jesus. Nalgumas vezes, no meio da ira insatisfeita de um bebé, o instinto materno vai de férias (por minutos) e fica à solta um lado b, feito de pensamentos feios, de berros intempestivos ou de abanões.

Não é verdade que, sempre que são, repetidamente, acordadas, as mães desçam do paraíso até ao berço. Por vezes, são – simplesmente – automáticas na forma como amamentam ou mudam a fralda (por exemplo) e, pior, resmungam, rezingam e… assustam.

Não é verdade que a licença de trabalho, após a gravidez, sejam férias de parto. Todo esse tempo tem momentos demasiado solitários, de liberdade condicional, de dor e depressão, que magoam pela intolerância que suscitam nos outros, como se não fosse compreensível outro estado de espírito da mãe que não fosse um olhar-zen para o bebé, pelo meio de gestos sempre ternurentos, amorosos e idílicos.

Não é verdade que os pais gostem sempre dos filhos e, sobretudo, que gostem de todos por igual. O que se passa nos pais para que, ao contrário de tudo o que desejam, pareçam preferir um filho ao outro? A forma como reconhecem naquele para quem guardam a animosidade tudo aquilo que mais os amarfanha em si próprios ou, por exemplo, as parecenças incómodas em relação a um familiar que não toleram; a história de sobressaltos que possa ter havido nalguns momentos da vida do filho, que pareça ser o preferido, que os leve um e outro a chegarem-se mais.

Não é verdade que os pais jamais vivam a inveja, em relação a um dos filhos, por uma vez que seja. Os pais também invejam os filhos. E, quando sentem que não podem competir com eles, deitam-nos abaixo. Quando lhe exigem que eles acedam a tudo o que um pai idealizou para si próprio para, logo a seguir, desejarem que um filho não conquiste e não concretize os seus sonhos como se, com isso, desqualificasse e minimizasse os pais.

3. Talvez não seja por acaso que, ao contrário da Terra do Nunca e do País do Natal, não haja um lugar para os pais. E, muito menos, que ele não fique entre o céu e a terra. É por todas as crianças terem convivido com um desses recantos mais sombrios que existem nos pais que, todos nós, idealizamos tanto a infância. Não é tanto porque ela tenha sido sempre boa. Mas porque, dessa forma, protegemos o lado b dos nossos pais."

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

terça-feira, 13 de setembro de 2011

E os desejos já de si de tão controversa existência...

... a mim não me têm pressionado muito...

ou melhor, estivesse eu em Lisboa e seriam dias normais com pedidos usuais: um hamburguer do Mac, alperces, pessegos, figos das arvores do quintal da minha mãe, cerejas, nesperas...eu sei lá....

aqui foi mais complicado: já comprei uns 10 pessegos e ja desisti - não se dão com este tempo!

Cerejas não as vi, alperces os que vi não gostei e figos por aqui não sei o que são.

Hamburguer também foi complicado. Acabei por me render e fazer um em casa....... mais parecido com o Mac


Agora o Sr. Dom Martim quer bifanas....... ontem queria carne... qq carne... hoje bifanas......

eu bem sei que  ando a fugir das carnes vermelhas como o meu Pipo foge da Luna e depois obrigo-me a comê-la, pela saúde do meu filho... mas bifanas....... não podia ser um bifito ali da Portugália?

E lembro-me dos meus tempos de Select, em que as noitadas eram uma constante e por vezes o nosso jantar era uma bifana de um dos restaurantes lá ao pé... so com mostarda, num pãozito crocante e quentinho....... ui......

é que bifanas aqui em Luanda, não sei bem onde encontrar.....

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Faz-me confusão #

Pessoas que mudam de opinião consoante as circunstâncias..... ou para se adaptarem a elas, ou porque lhes dá jeito.... sem ter em conta que isso prejudica....

Mudar de opinião todos nós temos direito, mas não assim...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

As dúvidas - e um blog normal torna-se baby blog...

CRIOPRESERVAÇÃO

Banco Público vs Banco Privado

O sangue do cordão umbilical tem assumido uma importância extrema no tratamento de doenças hemato-oncológicas, é um bem precioso demais para ser desperdiçado, por isso guarde-o para utlização familiar ou faça uma doação.

Quais as principais diferenças?
Banco Privado BEBÉ VIDA:

Ao recorrer ao Banco Privado está a guardar as células do seu bebé para utilização familiar (para o próprio bebé e família). As células só serão disponibilizadas mediante a autorização escrita dos pais (ou da criança aquando maior de idade) e nunca serão utilizadas para investigação. O Banco Privado BEBÉ VIDA tem a missão de guardar e zelar pelas células estaminais do seu bebé durante o período de anos que contratar.

Banco Público:
Ao recorrer a um Banco Público estará a fazer uma doação em que renuncia todos os direitos sobre as células do seu bebé. Este banco está ligado a uma rede de registos mundial e as células do seu bebé entrarão neste registo, para serem utilizadas por quem necessite. As amostras que não cumpram os requisitos para serem criopreservadas serão utilizadas para investigação ou para controlo de qualidade. As células passam a ser propriedade do Banco Público e não dos pais (como acontece no Banco Privado).

Como ficarei a saber se as células do meu bebé foram criopreservadas com sucesso?

Banco Privado BEBÉ VIDA:

A BEBÉ VIDA faculta, aos pais, um relatório detalhado com o resultado das análises efectuadas à amostra do sangue do cordão umbilical e com o resultado da criopreservação. Os pais só pagam o serviço se a criopreservação for efectuada com sucesso. Recebem ainda um certificado de criopreservação.
No caso da amostra não ser criopreservada, as células estaminais do bebé serão destruídas. A BEBÉ VIDA não as utiliza para investigação.

Banco Público:
Os pais que recorrem a este Banco fazem uma doação e, como tal, as células deixam de ser sua ‘propriedade’ para passar a ser ‘propriedade’ do Banco. As células poderão ser criopreservadas, disponibilizadas para terapia celular, destruídas ou utilizadas para investigação. O Banco não tem que dar qualquer tipo de satisfação aos pais (doadores) acerca do bem doado (sangue do cordão umbilical). Por se tratar de uma doação os pais não pagam este serviço.

Isto significa que no Banco Público eu não tenho qualquer direito sobre a minha amostra?
Sim, é verdade. No banco público quem faz a doação não tem direitos especiais sobre as células, tal como nas dádivas de sangue. Ao contrário no Banco Privado BEBÉ VIDA os pais e o próprio bebé são os únicos ‘proprietários’ das células (as células ficam ‘propriedade’ dos pais até o bebé atingir a maioridade).


Qual a probabilidade da amostra estar disponível se eu precisar dela?
Banco Privado BEBÉ VIDA:

A amostra é sua e por isso estará imediatamente disponível.

Banco Público:
A amostra foi doada e poderá não estar disponível

É POSSÍVEL CRIOPRESERVAR SIMULTANEAMENTE AS CÉLULAS DO SANGUE DO CORDÃO UMBILICAL NUM BANCO PÚBLICO E NUM BANCO PRIVADO?

Não, a amostra de sangue recolhida, aquando da colheita, é sempre muito pequena. Assim, a hipótese de repartir a amostra pelos dois bancos é praticamente nula e quase impossível de executar tecnicamente.


Dados: http://www.bebevida.pt/
http://www.chnorte.min-saude.pt/lusocord.php

Atenção: menciono o Bébé Vida porque a minha pergunta no google me levou directamente aqui... nada mais... até porque ainda não decidi o que fazer....

As opiniões que recebo, na sua maioria, incluindo da minha médica é para recorrer ao Banco Público... se lermos a opinião do médido do IPO, a mesma coisa..... por mim eu fazia os 2 mas não é possível.......

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Faz-me confusão #

Aquelas pessoas que são incapazes de agir de forma correcta e ainda assim culpam os outros por toda a sua infelicidade....

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Dúvidas de iniciante....

Dizem o livros que ando a ler que o Martim deve ouvir uma musica agora que depois o ajude a acalmar (possivelmente) em alturas mais intensas...

Os livros dizem muita coisa e bem sabemos que muito do que se lá diz para comprar não se vai usar e do que se lá diz para fazer não chega a ser necessário, por isso pergunto: fizeram isso?

Têm sugestoes? Eu bem queria que o puto entrasse na onda de U2 e assim em alturas intensas acalmávamos os 2 mas não me parece que seja essa a solução...

Por isso, brincadeiras à parte, sugestões? Alguma coisa?

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Coisas da vida... lá está... ou eu que não percebo nada disso...

Lá em Lisboa, temos um terraço fantástico ainda por cima com um espaço extra de jardim no nivel inferior e a arrecadação....

Não estou a ser pindérica... o terraço é mesmo fixe, se me perguntarem pela casa já encontro uns quantos defeitos ehehehe... e aliás, a casa, no dia em que vimos aquele lugar pela 1ª vez, ainda nem tinha divisoes bem definidas... mas a je, chegou aquele terraço e não viu mais nada... viu só, na sua imaginação, um labrador a correr desalmado por aquele terraço fora... nunca imaginou.... ;) - o labrador do sonho até era dos amarelos...bege, whatever...

este espaço exterior, que sem contar com a zona do jardim tem 130 mts2, meu orgulho é um facto, onde até um jardim de Inverno foi projectado (e não me tivessem pedido mais dinheiro que por um carro a ver se não lá estava....) mas sim, muitos planos teve aquele terraço...

3 meses depois de lá estarmos a viver mudam-se os tempos e as vontades, quer dizer, a vontade não mudou... foi caindo por terra......... chegou a Luna... bébé labrador de 2 meses... preta...  cujo passatempo preferido é comer flores, esconder as maças e peras que me roubava nos vasos, e os pães inteirinhos acabadinhos de sair da MFP...(perdi de vista 3 pás da MFP) ... adiante.... lutar com as flores que era verdes - sim, as que tivesse cor ela comia, as que não dessem flor e fossem só verdes ela destruía - mas eu garanto-vos que ninguém lá em casa é assim contra o SCP.....

Continuando, foram muitos os planos, chegámos inclusivé a falar com a Jardimvista para alterar o espaço mas o nosso caminho já estava traçado... por um piralho preto.... que nem correr sabia bem...

Enfim, para o nosso espaço comprámos o mobiliário em madeira - pois, passatempo preferido da Luna e acho que a unica coisa que ficou intacta foi a pérgula - porque é em ferro......

resultado, aquele espaço fantástico tornou-se apenas funcional, as almofadas dos sofás, cadeiras, espreguiçadeiras amontoavam-se dentro de casa não fosse a Luna achar que eram uma cama melhor....e achou tantas vezes.... mas depois de dormir nelas já não as queria devolver e então o terraço de manha quando nós acordassemos estava coberto de um manto branco - que não era neve.....e  ainda que tenhamos aproveitado bem aquele terraço nunca foi devidamente desfrutado porque o amor a uma cadela hiperactiva falou mais alto......


(a cadeira aqui ainda está bem)

O jardim, ui.... teve de levar uma vedação e um portãozito e ainda assim, aquela parva sempre que apanha o portão aberto aí vai ela.... e se eu vos disser que antes de o jardim ter a vedação, no topo das escadas colocámos um portão de madeira... não me perguntem como mas conseguiu dar cabo daquilo...... especialmente na parte onde fechava......

Resumindo, aquele terraço que adorei passou para segundo plano e um cão chato, parvo, reguila, irrequieto mas lindo conseguiu ficar em primeiro lugar.....

Ora se isto acontece com um cão......




Mas é giro como as prioridades mudam..... e como alguém que não conheço de lado nenhum já se tornou o mais importante da minha vida.....

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

M...

Vou passeando por alguns blogs, de mamãs, e não consigo sossegar o coração... tanto para fazer, tanto para aprender, tanto para te ensinar... acima de tudo a seres tu, feliz, saudável e acima de tudo que eu possa sempre fazer o meu melhor para que nunca sofras pelo que eu não te soube ensinar ou explicar...

E que nunca duvides que o meu amor por ti é e será sempre infindável e estarei sempre ao teu lado.


... excepto naquele estádio ali junto ao CC Colombo... lamento filho, pra isso levas o pai...

domingo, 28 de agosto de 2011

Marido, esta é para ti....




Está na hora da caminha
vamos lá dormir


que lá fora, as estrelas


dormem a sorrir

e amanhã cedinho, bem cedinho


tu vais ver


acordas mais forte e mais esperto,


isso é crescer


boa noite


mãe: boa noite, dorme bem
vitinho: (risos)
pai: vá lá vitinho, toca a dormir

mãe: até manhã (*chuac*) um beijinho

sonhos lindos
adeus e até amanhã!



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Dos sonhos…

Confesso que não sou dada à aventura do campismo... Sim, nisso sou um nadita pindérica ehehehe
Sou dada à parte da aventura de partir apenas com o destino definido... agarrar no carro, ver mais ou menos quais os sítios que têm hotéis e seguir.... seja tarde ou cedo que se chegue eu preciso de uma cama lavada e um duche à disposição... Por isso, em Portugal, quando eu e o Ivan fazemos estas coisas sei onde vou dormir mas não sei onde vou parar...
Uma das coisas que quero fazer há muito tempo é isto mas em Itália... Por parvoíce e porque temos esta mania, adiamos para quando a altura for melhor e depois o tempo passa e nada se fez...
Também não estou agora a pensar que por causa do Martim não o farei. Sim, é um facto que não o quero fazer por agora. Antes de ele nascer ainda tenho uma empresa para organizar (e muito trabalho tenho eu nessa parte a fazer) depois disso quero ter uns últimos 2 meses sossegados - já basta a euforia do Natal e este ano quanto apostam que os presentes serão todos para o Martim....  depois disso não quero saber de mais nada nem ninguém a não ser do meu príncipe... Mas garanto-vos isto: tenha o Martim os seus 2 anitos, mais coisa menos coisa, e esta aventura vai ser a 3!!! Com ele…
Até mesmo por ele, não vou adiar mais o que pode ser feito.
Ele, que eu gostava que tivesse a capacidade de sempre recomeçar de novo, como fez o seu avô Martinho, ainda que as opções sejam contra ele, ele que eu gostava que fosse acima de tudo feliz e que aproveite a vida dele, viva o dia a dia, sofra, ria, chore mas viva…
Se eu quero isso, tenho eu própria de dar o exemplo… Se eu não fiz e não sei como é, como lhe vou dizer para não fazer? Ou para ir? ou para ficar?
Por isso filhote, prepara-te….


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

terça-feira, 23 de agosto de 2011

7 anos....

Passam hoje 7 anos do primeiro beijo...

E 7 anos passados, com os seus dias cinzentos e os seus dias de sonho, as suas aventuras, os seus dilemas, as conquistas e as derrotas e eu só consigo pensar que não é possivel que tenha passado tanto tempo...

Não... nós dois??? É como se tivesse sido ontem que me foste esperar...

E 7 anos passados e um Martim a vir fazer-nos companhia, agora que estamos aqui nesta terra distante...


Que venham mais 7... já não digo 70 porque não quero ficar para a semente.... ;) e há que dar lugar aos novos...

Linkin Park - Iridescent [HD] - from Transformers: Dark of the Moon

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

E no fim de um dia de trabalho...

Aqui em Angola custa e demora levar as coisas a bom porto...
Custa e demora ver resultados quando o que se pretende é a organização da empresa.

E depois de um dia desgastante em que o Martim continua a fazer das suas, e de um dia particularmente cansativo emocionalmente chega aqui ao escritório uma menina linda de 19 meses de seu nome Kyara, que também deve ter tido o seu dia dificil na creche mas que só sabe rir e brincar e estar bem-disposta...

Diz obrigado se lhe damos uma bolacha e tira-nos sem se aperceber a nuvem cinzenta que paira sobre a nossa cabeça...



segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Novidades...

Não há.....

O Sr. Martim, se o médico não se enganou, lá está.... e a mim parece-me que o afilhado da CC é malandreco... não me deixa quieta e sossegada, os enjoos continuam às 14 semanas, este mal-estarquenemseibemoqueé mantém-se.... enfim... nada de novo...

Só quero que venha com saúde, sim que depois do susto que foi aqui há umas semanas, só me interessa isso, a saúde dele, seja menino ou menina... e saúde sim, mta, para levar uma sova só para saber o que a mãe dele sofre desde a 2ª semana... dele......

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

É de mim...

Ou a blogosfera anda mais pobre... e um nadita sem interesse tirando algumas execpções, claro...

quarta-feira, 27 de julho de 2011

...

Regressamos hoje a Luanda... sim, nós dois e as saudades...

Eu sempre fui um ser complicado mas esta sensação de estar dividida entre Luanda e Lisboa tira-me do sério...
Já estou com saudades desta terra maravilhosa, destas paisagens serenas, das facilidades dos transportes, de parar num café da berma de estrada, de ter a certeza que se partirmos à aventura, vamos encontrar um hotel qualquer, numa terra qualquer, com um restaurante qualquer onde teremos a melhor refeição da nossa vida, perdidos no meio de uma serra....
Saudades dos nossos hotéis de charme, da beleza de tudo isto, das milhentas lojas, das milhentas coisas para fazer, ainda que o que apeteça seja ficar numa esplanada à beira mar, a apreciar o corropio na areia....

E tantas outras saudades.....

Mas ao mesmo tempo, estou um bocadinho ansiosa por chegar a Luanda, com a sua confusão diária, a sua população, os seus problemas, o vermelho da terra, o calor do Inverno, um único cinema... umas praias maravilhosas... a piscina... a lagosta... os amigos...

Vá-se lá saber....

Carregada de livros sobre a gravidez, sim porque isto a internet tem muito que se lhe diga e eu não sou propriamente menina para ir a correr para o hospital assim que acontece alguma coisa... e aliás, aquilo em termos de hospitais não tem comparação...

 Daqui a nada estamos cá ;)

sábado, 23 de julho de 2011

Bono & The Edge - Rise Above (Spiderman) - American Idol Season 10 Final...

23 de Julho de 2004

7 anos

faz hoje 7 anos que conheci o Ivan, no Café In em Lisboa numa dessas noites quentes de verão. Confesso que aquela t-shirt branca e aquelas calcitas Pierre Cardin desbotadas não abonaram muito a favor dele neste primeiro contacto... e o facto de me quase entornar o precioso vodka também não ajudou mesmo nada...

Depois disso foram as horas ao telefone enquanto eu fazia noitada na empresa... Lá me ligava o Pedro ou a D. Luz para me passar o Sr. Ivan... Foi nessa altura que ouvi falar, pela primeira vez do Mindo...

Se não eram os telefonemas eram os emails que ainda estão guardados lá em casa...

Quando eu fui de férias, nos primeiros dias de Agosto, tive de fazer uma directa... o Ivan chegou ao pé de mim lá para as 10 da noite, esteve comigo a dobrar facturas e a pô-las em envelopes e saiu comigo às 7 da manhã do dia seguinte da empresa...

(não comecem com pensamentos que eu fiz-me dificil, ok... :))

Bem, lá fui eu de férias, para Milfontes com o Nuno e uns dias para casa dos meus pais e no dia em que regresso ao trabalho, dia 23 de Agosto, o Ivan estava à minha espera...

E naquele dia começou a maior aventura da minha vida ao lado da melhor pessoa que eu conheço neste Mundo... com os seus defeitos, as suas qualidades e tudo o que faz parte dele e que me faz sentir uma sortuda.

às vezes......
né marido??.....

Então agora as hormonas não ajudam ;)

7 anos....... livra!!!

:D

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Já vos disse....

... que agora não posso ver chocolate à frente....

Como é possível??????

Chocolate!!!! Eu ADORava CHOCOLATE!!!!!!!!!

A ausência....

Desde 2 de Julho em terras lusas, de férias tenho andado completamente ausente daqui, a não ser alguns posts já agendados....

Confesso que as minhas prioridades se alteraram, e o tempo é tão pouco para tantos que quero ver...

O Ivan já regressou a Luanda, no dia 16 como previsto, e eu, que faço as 12 semanas na segunda-feira, aguardo pela ecografia... Regresso dia 27...

Entretanto a Sara* já regressou ao trabalho, deixando a princesa Mariana...

A Vera, mais uma vez, já me mostrou quem era :)

A Malena já está, devagarinho, a recuperar (espero bem que sim!!!)

As/Os restantes confesso não tenho acompanhado... entre familia, amigos, compras...


Também não sei o que fazer a este blog... nem sei, neste momento o seu sentido...

Mas se há algo em que acredito é que, ainda que por vezes não se aplique infelizmente a gente boa, todos temos o que merecemos...

Bem sei que quando perdi o meu pai e a minha avó, quem me dissesse isto provavelmente levava um tiro.... ;)

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Era preciso isso tudo?

Alimentos proibidos


Embora a gravidez não seja uma doença, é natural que agora que está à espera do seu filho, tenha uma dieta mais saudável.
Há alimentos que você deve evitar, pois, se para qualquer pessoa não são aconselháveis, durante a gravidez, há que ter cuidados suplementares.

Álcool – Está totalmente proibida a ingestão de álcool - na boa! 

Alimentos crus – As saladas de agrião ou alface devem ser evitadas durante a sua gravidez. É fácil que os alimentos possam estar contaminados. A toxoplasmose facilmente se transmite através dos alimentos. O tomate e o pepino podem ser comidos em salada, desde que bem lavados e descascados. Nunca coma saladas fora de casa - Cumé então? Funge pode?

Açúcar – Evite o açúcar. Bolos de pastelaria. Não coma bolos com creme, especialmente se não forem confeccionados por si. Substitua os bolos por uma peça de fruta. Todos?

Carne mal passada – A carne deve estar sempre bem cozida ou bem grelhada. nunca coma carne mal passada. Na boa!!!

Carnes gordas – Evite as carnes gordas. Prefira as carnes magras. Se comer frango, retire a pele antes de cozinhar. Porreiro!

Chocolate – O chocolate engorda e vicia. Não coma chocolate, mesmo que seja apenas um bombom. xiiii, 1 só?

Coca-Cola – Não beba bebidas de cola. Tá bem :(

Enchidos – Os enchidos, a carne e o peixe fumado são desaconselhados nesta fase. Mau!! Enchidos?

Fritos – Fuja dos fritos. Aumentam o colesterol. Sempre que puder cozinhe a vapor. Na boa!!!

Marisco – Evite o marisco, pode originar toxo-infecção intestinal. E o que é que eu faço a esta lagosta toda???

9 meses né? Já só faltam 7....

quinta-feira, 7 de julho de 2011

05 de Julho de 2011

Na realidade a notícia confirmou-se no dia 20 de Junho.

De manhã, sabendo que não me valia mais adiar a confirmação e querendo acima de tudo começar a comportar-me convenientemente decidi fazer o teste. 2 tracinhos. O medo e o peso da responsabilidade tomaram conta de mim.
O peso da responsabilidade de trazer uma criança a este Mundo e educá-la de forma a que seja feliz e alguém capaz de lutar por essa felicidade continuam a pesar mais que a alegria de ser Mãe. Até ao momento em que ouvi o seu pequeno coração e o vi, a mexer os seus pés que ainda mal estão definidos.

Não quero que seja médico, arquitecto, professor. Quero que seja feliz e forte o suficiente para aguentar o que seja que a vida lhe traga...
Quero que tenha saúde e acima de tudo que seja feliz, sempre...

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Compras!!!!!!!!!!!!

Pensava eu que me ia deliciar nas compras, roupas, sapatos, malas, whatever.....

E vou, mas outro tipo de compras.......e de roupas......

Sim, porque ainda que seja cedo, tenho de aproveitar o contentor que aí vem..........

:D

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Fantástico texto

Daqui

"Nós, que somos imortais, nós que estamos vivos e por isso nos presumimos imortais, nós que temos a imortalidade toda condensada no segundo que passa, no instante que se consome aqui e agora, nós avisamos toda a gente que se pode morrer por não usar cinto de segurança. Nós, donos supremos e absolutos da moralidade, da perfeição, da conduta irrepreensível, nós que nunca tivemos relações sexuais sem preservativo, nós que nunca pusemos um cigarro na boca, nós que não comemos enchidos nem pão com manteiga, nós que deixámos de comer carne de vaca e depois aves e depois pepinos e deixaremos de comer o que tivermos que deixar de comer, nós que não damos batatas fritas com ketchup aos nossos filhos, nós que sustemos a respiração quando nos passeamos numa cidade poluída, nós que nunca passámos um risco contínuo nem um semáforo vermelho, nem excedemos jamais o limite de velocidade e nunca, nunca nos esquecemos de dar o pisca, nós que nunca tivemos um ato irrefletido, irresponsável, imponderado, incorreto, inconsciente, precipitado, nós que trabalhamos arduamente em cada segundo das nossas vidas para sermos eternos, nós que conseguimos fazer o tempo estancar, as doenças reverterem, a má sorte afastar-se. Nós, os grandes e legítimos juízes do comportamento dos outros, condenamos a estupidez do miúdo dos Morangos com Açúcar, que tinha o carro e o corpo que gostávamos de ter, porque, rais'parta!, não levava cinto de segurança. Se levasse, seria perfeito e imortal, como nós."

Adenda à cena de um filme

Sim, foi retirado.

Não porque tenha recebido ameaças de qualquer tipo, pelo menos não serão colocadas em palavras lool
 Mas porque o post serviu o seu propósito: já desconfiava mas se o meu post impresso surge na última conversa que se tem, está para mim tudo dito.

Sim, o meu blog afinal é de importância extrema. Pena que as situações dificeis não o sejam, para alguns.

Queixinhas? Estão à vontade. É certo e sabido por quem me rodeia, sempre o assumi, sejam quais forem os sentimentos que nutro por estas pessoas não os quero de forma de nenhuma prejudicar. Quero a situação do meu marido resolvida.

De resto, mal ou bem, cada um tem da vida aquilo que merece.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Da dor e do desespero

Eu confesso não ser grande fã do Angélico, dos D'zart ou dos Morangos com Açucar.

Apenas sei que a notícia do acidente dele me atingiu tipo furacão e o que se ia ouvindo ou lendo até ao infeliz desfecho de ontem me deixou nem sei bem como entre o triste, o estupefacta, o muito triste.

Muito se dirá do uso do cinto ou do seguro. Muito se dirá da responsabilidade ou irresponsabilidade. Não é isso que importa mas num país onde algumas mentalidades são pequeninas, nada a fazer em relação à estupidez das pessoas.

Importa reter na cabeça dos jovens ou aliás de todos nós, que a segurança na estrada é para o nosso bem.

Importa reter que vidas assim perdidas, tão jovens, com tanto por fazer, servem para um exemplo que é obrigatório ter - isto em termos gerais, porque tem de haver algo a retirar desta história triste.

Em termos familiares não imagino a dor daquelas mães. Não imagino mesmo. A dor dos amigos, dos restantes familiares, das namoradas, wannabes, sejam quem for. A todos, força, muita força, e que o tempo ajude as feridas a sarar e o coração a acalmar...

Deixem-nos em Paz, agora.
É um drama familiar, não mais uma novela da TVI.

Força para quem ainda está internado a lutar pela vida.
Força para quem se viu envolvido num acidente mortal quando era um mero condutor na estrada, num carro longe daquele...

Pensem nesta situação horrível. Numa morte prematura. Na perda.

mais uma vez, "não deixem nada por dizer, nada por fazer"

E cada vez que a vossa consciência se lembre do Angélico ou do Hugo e vos faça colocar o cinto certamente ele ficará feliz...

segunda-feira, 27 de junho de 2011

A Esperança....

Vou tentar falar-te da paixão que é viver aquele mundo e sentir aquelas pessoas. Daquele pôr-do-sol cor-de-laranja (o mais bonito do mundo!), daquela chuva de pingas grossas, tão grossas que nem deixam abrir os olhos tal é a força com que caem na descida do bairro Papelão até ao Paço Episcopal, a correr e a rir, de mão dada com a Manel e o Shirley do Lar de S.José que nos veio acompanhar no regresso a casa, daquela terra batida que se entranha no nariz e nos olhos e não nos deixa respirar nem ver direito tal é a nuvem cor-de-laranja que se levanta em dias de vento ou com a passagem dos carros, daquelas idas à praça em que a côr branca da nossa pele parece emitir luz tal é a quantidade de vezes que berram por nós “Branca!”, “Mundele!”, “Pula!”, “Latona!”, “Mulata!” ou simplesmente... “Moça!”, daquele mundo de contrastes e disparates em que o litro de água potável é mais caro que o litro de gasolina ou gasóleo, em que não há luz de cidade (porque a barragem foi destruída por uma bomba... há tempo suficiente para ser reconstruida mas... continua na mesma!) nem água canalizada, mas onde se asfaltam apressadamente avenidas para a visita do “Camarada Presidente Arquitecto da Paz”.


Tentar falar-te da forma como falam devagar, como cantam e batem palmas nas missas, como festejam, como dançam, como se negoceia na praça, como têm todo o tempo do mundo para “só ficar”, a olhar, a falar, a prestar atenção ao outro, ao que o outro tem para dizer, ao que o outro é, como se não houvesse nada de mais importante para fazer do que o estar ali “aqui e agora”.

Quero voltar e ajudar mais e melhor a erguer a cidade e a vida das pessoas, ambas esburacadas por uma guerra que durou uma eternidade porque deixou as casas, as estradas e sobretudo os corações e os sonhos destruídos, longe de Luanda (300 km e 7h de estradas de terra batida e asfalto chinês) e do que a Angola de alguns se está a transformar. E por isso, agora não se sonha. Aliás quer-se muito pouco ou quase nada. Apenas o que der para petiscar, dançar e ir vivendo, em paz, despreocupadamente... Finalmente! Às vezes, esta falta de ambição, de interesse e de vontade é desesperante para quem integra projectos de desenvolvimento, em que se quer ensinar a pescar, para não ser mais preciso dar de comer, mas às vezes parecem tão pouco interessados em aprender! (Mas, realmente, como posso querer mais se tenho todos os dias de me levantar as 5h30 para ir cartar água? Como, se durante os anos em que os jovens portugueses da minha idade cresceram a ver filmes da Disney e programas da Rua Sésamo eu andava no mato, a fugir, sem os pais ou um adulto que me pudesse proteger, para não ser levado à força para ser menino-soldado? Como, se a maioria das mamãs e dos papás viram os seus filhos a serem levados ou mortos ou obrigaram-nos a fugir para que não fossem levados?) Como diz um kizomba bem angolano: “para onde vão os sonhos?”


Mariana Koehler, Voluntária em Uíge (Angola)


-------------------------------------------------------------------------------

Daqui

sexta-feira, 24 de junho de 2011

De hoje a oito dias

Estou a 24h de me por a andar daqui para fora :)

Nem vos consigo explicar o quanto anseio por isso, por vários motivos...

Não que não goste de cá estar, pelo contrário, e também por vários motivos mas porque de facto, não há nada como o nosso cantinho à beira-mar plantado, com a nossa mentalidade, a nossa cultura, os nossos defeitos, o novo Governo ;)


Mas a semana vai custar tanto a passar :(

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Hoje

Fazemos 4 anos de casados, tu e eu...

E depois deste 4 anos passados, só te posso dizer que te amo muito...



Preparado para o que aí vem? ;)

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Da surpresas da vida....

Eu ando num estado agora estranho para mim própria, em que o medo se sobrepõe a tudo e deixo as dúvidas e incertezas rechear o meu dia...

mas depois, recebo um email com uma notícia triste....morreu o marido de uma ex-colega de escola. Ele tinha 34 anos e deixa uma bébé com 10 meses. Morte súbita.

E eu penso se os medos valem a pena...

Talvez não. Porque não está na nossa mão o que nos acontece neste aspecto.
As decisões são nossas, a vida é nossa, mas o seu termo e o seu inicio não nos pertence...

E isso faz-me pensar... se vale a pena esperar 2 semanas, se este medo que me invadiu vale a pena...

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Ai não vai NÃO!!!

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2011/06/20/villas_boas_a_caminho_do_chelsea.html


O treinador portista já terá comunicado à SAD a decisão de rumar ao Chelsea.

O Chelsea vai pagar os 15 milhões de euros da cláusula de rescisão e contratar o treinador de futebol do FC Porto André Villas-Boas, revelou hoje à Agência Lusa junto de fonte ligada ao processo.


André Villas-Boas já terá anunciado à SAD do FC Porto a sua decisão de rumar ao clube inglês, que, assim, só terá de pagar o valor da rescisão.

O jovem técnico português só esteve uma época no clube “azul e branco”, tendo conquistado em 2010/2011 a Liga Europa, a Liga portuguesa, a Taça de Portugal e a Supertaça Cândido de Oliveira.





domingo, 19 de junho de 2011

Sou só eu?

a achar que aqueles erros ortográficos, não os de distracção, pressa, whatever, mas sim aqueles sérios, reais, dizem qualquer coisa acerca da pessoa?

Ou então são as minhas expectativas... mas malta que conheci há muito tempo atrás espero sempre que tenha evoluído... e nem sempre isso acontece...

... aparentemente...

sábado, 18 de junho de 2011

Check list - update - para a Nokas

Minha querida Nokas.... o Norte...

Não vou ter tempo, com muita, mas muita pena minha...

E nem conheço tanto como gostaria, confesso

mas vou-te falar dos meus locais predilectos a norte do Rio Mondego...

Começo por Vila Pouca de Aguiar, uns dos lugares do meu coração, onde vivem pessoas que adoro e que não vejo há algum tempo... Onde passei tempos maravilhosos com pessoas maravilhosas, numa outra vida, é um facto e onde hoje tento quando posso voltar a essa terra linda e essa gente fantástica...

Estou com muita mas muita vontade de me "internar" no Aquafalls durante os 14 dias que passo em Portugal.... verdade verdadinha... aquela área do Gerês - a Caniçada, Brufe e um dos melhores restaurantes desse País com uma vista maravilhosa (se não estiver nevoeiro), descer pela Serra até Arcos de Valdevez, passear à beira-rio naquela paisagem bonita, naquela terra simpática... que saudades...

Ou então, fechar uma certa pastelaria que há em celeirós - a Casa das Natas, e saborear aquelas Natas fabulosas - se eu vos disser que é dos melhores que ja comi, vcs acreditem!!!

Braga - adoro Braga... Até o Braga shopping com as suas lojas que não encontramos em Lisboa, como aquela de coisas para casa que eu nao me lembro o nome... e foi em Braga que pela primeira vez entrei na Blanco... é verdade! Mas Braga com os seus jardins, as suas ruínas romanas - não vos consigo explicar - é algo que se entranha...

Aveiro e a sua Ria...
E as casas coloridas da Costa Nova... aquelas coisas que se fazem lá, no meio da rua, com chocolate por dentro e que agora nao me lembro o nome...

Do outro lado temos a Guarda, terra que me é querida há já alguns anos e toda aquela zona do interior, com as suas aldeias históricas, os seus castelos, rios e riachos, largos das Igrejas, tradições...

Temos a Serra da Estrela, com paisagens maravilhosas, os seus queijos divinais, as lagoas, o frio, a neve... a diversão acima de tudo...

ainda me falta conhecer muito - é um facto...

e às vezes perdemos tanto tempo a ir para fora quando nem conhecemos o nosso próprio país...

agora diz-me lá tu Nokas, que locais me aconselhas no Norte? hum??

:)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Sou só eu?

Que acha estranho o novo Ministro de Negócios Estrangeiros ser o Paulo Portas?
Isto faz-me lembrar qualquer coisa....

E a sra da Agricultura quem é para além de uma acérrima defensora do Não ao aborto?
Será que ela também ia defender o Não aqui em Angola?
E o que é que isso interessa para a Agricultura do nosso Pais que precisa urgentemente de ser desenvolvida?


Vamos ver né...

A única que me inspira alguma confiança é a Paula Teixeira da Cruz, confesso, alguns nao conheço de esquina nenhuma mas agora as escolhas do CDS...... just wait and see... acho é que agora não temos dinheiro para submarinos e helicópteros...

Diferença de mentalidades

Muito haveria a dizer em relação às mulheres de Angola, em vários aspectos e eu não me vou alargar.

São mulheres sofredoras, guerreiras, bonitas, pistoleiras como algumas são conhecidas, ambiciosas, eu sei lá...

Eu agora vou apenas falar das pistoleiras que ainda assim merecem o meu respeito e a minha compreensão ainda que sejam parte do problema de algumas amigas minhas mas se elas não tivessem os maridos que têm não haveria problema...

Vou falar daquelas que passam frente a um Pula a rir e assim que batem com os olhos nele, branco de preferência, a sua atitude muda radicalmente e parecem gatas a espreguiçar e virar as pestanas...

Aquelas que na recepção de um predio de escritórios conversa e conversa com o Pula, que só quer ir ao 8º andar, mas ela continua até que pede um cartão de identificação e ele lhe dá aquele que lhe diz que é chefe dela...

E depois teremos a teoria das meninas aprumadas que se baixam - e segundo o Edgar o meu PT fantástico, é assim que protegemos as costas, mas adiante, uma mulher elegante não deixa o rabo espetado no ar... aliás, deixa se a intenção for essa e sabem onde aprendi essa de deixar o rabo espetado no ar? Na aula de Pole dance...

Eu só me consigo rir quando até aqui no escritório espetam o rabo no ar frente ao Ivan.... a sério...

Não, o meu marido não é nenhum Santo nem eu sou e sabe lá Deus o que o futuro nos reserva mas não me parece que essa seja a melhora atitude para este Pula...

Só que em dias como hoje, irrita-me e só me apetece mandá-las trabalhar decentemente porque nem isso sabem fazer...

Noutros dias reconheço as condições miseraveis em que vivem, as dificuldades que têm em arranjar um emprego e ser independentes e aí acho bem que se agarrem aos Pulas... mas elas depois têm logo filhos e eles dão à sola para as suas casas, as suas familias... e aqui fica mais uma criança na rua...

Felizmente não são todas assim. Infelizmente, todas são sofredoras e nós que crescemos em países civilizados, ainda que da cauda da Europa, somos umas sortudas...

mas tambem não era preciso abusar...

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Check list - update para a Maria Inês

Não fosse a Maria Inês e eu tinha cometido cá uma gaffe daquelas.... duas aliás...

Ela ainda me vai ter de explicar se conhece a Pastelaria Alcoa mas isso são outras núpcias ;)

Como a maior parte sabe, considero-me de Lisboa, se me perguntam sou de Lisboa... mas na realidade, sou de Alcobaça!! Ainda que, por esta altura Alcobaça leve a vantagem com 18 anos da minha vida, Lisboa com 14 e Luanda com 6 meses... sim, façam as contas...

Alcobaça é uma terra maravilhosa que adoro e a região oeste então em vos conto - das belas praias de água fria, mas belas praias - da minha Nazaré fabulosa, com as suas peixeiras e as suas sete saias  (e um conselho, não lhes perguntem de que tecido são as saias), as suas esplanadas à beira-mar, o marisco e aquele areal imenso...

Alcobaça e o seu Mosteiro, as suas pequenas ruas limpas e organizadas, as montras que me viram nascer, o agora Continente/Modelo que acaba por ser um ponto de encontro ao Domingo à tarde... e a sua Pastelaria Alcoa... sobre a Alcoa, ou outras pastelarias em Alcobaça muito haveria a dizer pela sua qualidade mas confesso que a minha preferida é a Alcoa, as suas cornucópias, (só me lembro destas não me perguntem mais), a ginja - de preferencia David Pinto, as chitas de Alcobaça, tecidos maravilhosos....

a maior parte de voces também não deve conhecer as salinas de Rio Maior, ou melhor, as salinas que ficam na estrada a caminho de Rio Maior, com as suas cabanas em Madeira onde se vende artesanato e numa delas, onde se vendem filhoses e café da avó, aquele de borra, que a minha mãe ainda hoje faz...

Maria Inês, nem vou falar da Lanidor ;)

Falo da minha serra dos Candeeiros que se avista desde o Valado-dos-Frades e cada vez que  a encontro me faz ficar mais leve.... a minha pequena terra, que tem muitos pecados como qualquer terra pequenina, mas ali num recanto sossegado, sem nada de especial a salientar a não a casa que viu crescer o meu avô e a minha mãe, e onde o meu pai ainda hoje tem a sua laranjeira e o quintal dividido para ter ovelhas a pastar... e a minha avó ainda tem as suas flores e as suas rosas incriveis guerreiras que sobreviveram a cimento, areia...


Talvez não tenha falado destas coisas, porque estas eu não preciso me lembrar.... e agora à medida que escrevo este post é que me dou conta das saudades e do carinho de todas estas coisas...

Obrigado Maria Inês, a sério!

Check list

Sem qualquer ordem definida:

Meninos do Rio

Pastéis de Belém

Sardinha assada

Castelo de São Jorge

Augusto Gemelli

Esplanada do Principe Real

Restaurante " Fateixa" - Vila Nova de Milfontes

Tróia

Peixinho fresco em Sesimbra

Banhos no Algarve

FNAC

Alecrim aos Molhos

Quinoa

Abicada



Alcalar




Acho que me estou a esquecer de qualquer coisa....

Não, não é dos amigos e da familia...

aceitam-se sugestões mas eu só tenho 13 dias em Portugal

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Da contagem decrescente...

O Ivan todos os dias no skype diz à minha mãe e aos meus sogros quantos dias faltam para chegarmos... eu rio-me, gozo com ele, acho desnecessário...

E ele, todos os dias lá conta... hoje vai dizer que faltam 16...

E eu lembro-me do tempo em que ele dizia que faltavam 30 e tal dias...


E na realidade falta pouco mais de 2 semanas...

Não disse aqui neste meu canto que estou doente, fisicamente. Já nem sei se há 2 ou 3 semanas... as coisas aqui mais uma vez, e como as mesmas pessoas correram mal ao Ivan e agora o que será entretanto ex-chefe dele fica-lhe com uma divida que não tem condições de pagar... e nem tem sequer decência naquele corpo que garanta que o faça ainda que entretanto tenha as condiçoes para o fazer....

a sorte é que o meu ordenado é superior aos 2 que tínhamos em Portugal, mas andar a trabalhar para o boneco, a 6500 kms de casa, da familia, não compensa....

E pronto, já não sei há quanto tempo não durmo, o estomago não aguenta nada e as nauseas são constantes...

O coraçãozito que entretanto não gosta de ver ninguém sofrer sozinho também já se anda a chatear... ou melhor, a mim...

E olho para estes 16 dias e começo a contar os minutos.... e talvez tudo fique bem... ou entao serão umas fériazitas no Hospital da Luz....

terça-feira, 14 de junho de 2011

Dos animais de estimação

Ainda há quem me pergunte pela Luna, porque não a trouxe já que gosto tanto dela... E eu penso na minha cadelinha fantástica, inquieta, terrorista, meiga, brincalhona, dedicada e lembro-me só do esforço e do stress das 7 horas de avião mais a quarentena e desisto da ideia de a submeter a um sofrimento desses. Para além disso, há ainda a questão dos poucos veterinários... conheço 1 aliás confiavel.... e isso então, tira-me qualquer ideia da cabeça....
Tenho esperança de ainda voltar a Portugal e passar muito tempo com ela mas até lá faz companhia à minha mãe, e corre e salta naquele quintal, rouba a fruta, pisa as flores, faz buracos na relva porque acha que viu quaquer coisa lá debaixo (vá-se lá saber o quê....) e quando chover há-de formar estalagmites de terra no nariz de tanto ajudar a minha mãe a cavar a terra....

Não será tão feliz como era há uns meses atrás mas é feliz na mesma e eu aqui também sabendo que ela está bem.

Mas a verdade é que sinto falta de um animal em casa... já pensei num gato... mas e depois os 15 dias de férias? Volta a fazer 7 h de viagem?

Desisto... e não, tartarugas não, nem aves

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O FB enquanto instrumento de tortura do séc XXI

Uns falam dos saldos
Outros dos festivais
Outros dos arraiais
Outros das sardinhas
Outros dos morangos
Outros dos alperces
Outros dos fins de tarde da esplanada, ali algures junto ao Tejo


Deslarguem-me!!!!!!

Daqui a 3 semanas, isso ainda há?
Pois

Algumas coisas sim, outras não
Não me torturem

domingo, 12 de junho de 2011

Os Louboutin...

Sim, eu gosto muito dos sapatos deste senhor, é um facto.
Não, não tenho um armário cheio deles e nem uma única prateleira.
Sim, ainda ando a namorar uns nude... (comprei os da Guess mas não são a mesma coisa) e agora ainda por cima os nude são moda e foi um castigo ver as fotos dessa moda na net porque aquilo quase tudo tem a sola vermelha... foi tortura...

Mas quer-se dizer....

na praia???????????


(e esta foto supostamente foi antes da gravidez.... hummmmm....)

sábado, 11 de junho de 2011

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Alperces... ou como eu digo - damascos

Hoje, andava a dar uma volta pelos blogs que acompanho e fui parar a um que falava de alperces. Para mim, damascos. Mas também para mim, aquilo a que a maioria chama cloche, para mim é uma patusca... e tenho dito!

Mas voltando os alperces, para já o post despertou umas saudades desta bela fruta que adoro que eu acho que se estivesse grávida este seria um daqueles desejos tipicos ( e não me venham com as teorias que esses desejos é coisa enganadora e não existem - porque se eu alguma vez ficar grávida e quiser alperces às 10 da noite o Ivan tem mais é de os ir buscar... pena é aqui não haver......)

Lembro-me de ao cimo do quintal dos meus pais haver um damasqueiro mais velho que eu, encostado de tal maneira ao muro que eram mais os damascos para os vizinhos do que para nós.... lembro-me de desde miúda subir aquela árvore, fazer equilibrismos entre os ramos e apanhar os damascos... ficar cheia de resina... arranhões... eu sei lá...

Mas aquela árvore estragou o muro e estava muito do lado de fora, em cima da estrada... de vez em quando lá controlávamos o seu crescimento mas da última vez, cortou-se demais... e segundo o que sei estas árvores não gostam de ser mexidas... Para arranjar o muro, ainda que eu tivesse insistentemente dito que não, a minha mãe pediu para cortarem o damasqueiro...

Agora lá no sitio dele está um vazio... e eu fiquei sem damascos........

E se eu fosse uma grávida aqui a salivar??? hummm?

Será que daqui a 3 semanas ainda há?

Ajudem-me lá a decidir...









E já agora uma contribuição não faz mal... é que isto, cada um, uns miseros 5 dias custam para cima de 5000 €... vida de pobre é dificil... e eu que ainda nem vi os voos...


Cada uma desta fotos é de um Hotel aqui em Africa e arredores (Mauricias, Moçambique, Seychelles, etc). De locais que quero visitar agora que estou aqui a três passos... mas livra.... mais vale uma semana de compras em NY...

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Sabem o que eu gostava mesmo...

Num daqueles dias de Primavera quentinhos a anunciar o Verão, tomar o pequeno-almoço no terraço com a Luna a dormir aos meus pés.... sair de casa, chegar a Lisboa em 20 minutos e passar pela Av. da Igreja para umas poucas compras e rever amigos ou até as sras das lojas que ainda me cumprimentam...
...almoçar no Sal & Canela, de preferencia na esplanada com a CC e o VP e depois de almoço ir para os lados da Av. da Liberdade fazer mais umas compras ou passar pelo SPA da LA... perder-me no Chiado... na Blanco, na FNAC, em tantas outras.... lanchar um sconne com chá ou outra iguaria qualquer numa dessas esplanadas da baixa... passear nessas ruas maravilhosas que adoro... ir a casa, mudar de roupa e bora para a Expo jantar a dois, no nosso restaurante que a certa altura mais parece a cantina tal é a nossa romaria...

Ou então, nem sair da baixa e ir ao Restô - onde já não vou há muito tempo, para acabar a noite em beleza com uma bela vista sobre a cidade...

Gostava mesmo.... mas acho que só tenho esperar uns dias....

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Acerca do caso Strauss-kahn

Estava a ler o post da Pepper e por acaso tinha pensado nesse assunto de manhã a caminho do emprego...

A minha questão não eram os comentários parvos a algo que a confirmar-se ser verdade é grave... mas sim, à possibilidade de ser mentira (hummmm...) e o que isso faz à vida de uma pessoa, e basicamente as teorias da conspiração que envolvem um sem número de casos desses... Lembro-me recentemente do caso do Julian Assange...

E pronto, uma acusação de assedio sexual e a vida de alguém dá uma reviravolta daquelas...

Se for verdade, acho muito bem que sejam enrabados na prisão mas por um daqueles que calce o 45 ou 46 (na respectiva proporção) ou se for pouco, um que calce o 50...

Mas agora, a ser mentira, a serem levantadas estas suspeitas porque alguém tem interesse nisso,  isso é muito mau e faz-nos pensar na manipulação de somos vitimas através dos meios de comunicação... e se começamos a pensar muito nisso chegamos à conclusão que se vivia bem sem essas coisas....

terça-feira, 7 de junho de 2011

Já vos disse??

Acho que não mas aqui vai:

Daqui a 25 dias, daqui a meia hora, estou a aterrar em Lisboa... e sabem que vos digo, é esta contagem decrescente que me vai aguentar nos próximos 24...

Chegou!!!!


O bikini... lá está...

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Das parvoíces...

... ou como numa noite mesmo parva eu consegui dormir 2h e 30m...

Já não tenho idade para isto........

Sábado foi dia de trabalhar... muito bom mas às vezes acontece...

Domingo, churrasco em casa de uns amigos, tudo fixe, malta porreira, picanha boa, amigos, enfim... Chegar a casa ao final do dia... um lanchito muito bom tirado de um dos livros da Vaqueiro e super simples de fazer que serviu de jantar, na realidade...

Acompanhar as eleições, ou pelo menos parte, online...

Falar com a familia e cama...

A certa altura diz-me o Ivan, tens sono? Eu não.... queres que vá buscar o pc e vemos um filme?
Bora...

Um filme... pois.... a esta altura deviam ser umas 11h30m... não vimos o filme mas vimos os ultimos episódios da Anatomia de Grey - serie 7, depois disso foi a Clinica Privada.... ele adormeceu por volta das 2h.... eu..... bem, eu.... foi por volta das 5h.... levantei-me às 7 que eu não sou maluca para fazer directa - ou pelo menos as que fizer hão-de ser por motivos válidos e bons ;)

Pensei de estar pior... mas ainda nem é meio-dia....

Mas o café faz-me tanta falta.... só bebi 1 em casa..... assim nem chego às 2 da tarde sem ter a cabeça encostada ao pc....

Parvoíces, lá está.....

domingo, 5 de junho de 2011

Das eleições...

Não tenho fé em nenhum dos candidados, em nenhum dos partidos, em nenhuma coligação... Portugal atravessa uma grave crise e os nossos politicos não têm perfil para a conseguir ultrapassar (creio eu!!!) Esta crise implicava um esforço conjunto, em prol da recuperação do país, implicava cortar mais nos ricos, não piorar as condições dos pobres, acabar com os milhoes que se gastam indevidamente nas parcerias publico-privadas (e trust me, been there...), acabar com compras de carros nas autarquias por milhoes de euros - se o email que anda a circular é verdade - lá está, acerca do que o TC encontrou...

Seria ter uma consciencia global do bem, não do bem do proprio bolso e do iate e da casa na Qta da Marinha ou no raio que os parta.... seria serviço público na verdadeira acepção da palavra.... um sonho, lá está....


quinta-feira, 2 de junho de 2011

Desabafo

Neste momento não sei se as lágrimas que teimam em aparecer são de frustação, raiva ou desilusão... mas parece-me ser um bocadinho de tudo...


Que venha o dia de amanhã...

quarta-feira, 1 de junho de 2011

A dor e a tristeza neste país.... nesta gente...

Cheguei agora de um funeral do Bairro do Cazenga...

Para já há que dizer que do cazenga se houve muita coisa e supostamente é um dos piores bairros desta cidade - não sei se assim é.... eu estive lá desde as 10 da manha até agora... sim, os pulas são muito olhados e observados mas de resto, não há maka, pelo menos eu não tive...

Depois, na realidade este é o meu segundo funeral em Angola, não é o terceiro porque eu estava em Portugal...Como algguns sabem estive em Portugal há um mês (mais ou menos) e aqui começa a minha tristeza de hoje...

Este segundo a que fui hoje, é de uma filha de um colega meu aqui na empresa... mas sabem de quem foi aquele a que eu não fui? Há 40 dias atrás? Foi da outra filha deste meu colega... As duas, jovens com menos de 25 anos... As duas, mortas por coisas que possivelmente em Portugal nunca chegariam a este ponto...

A primeira teve uma crise de apêndice... mas no hospital foi operada ao órgão errado.... na segunda operação não conseguiram controlar a hemorragia....

A que foi hoje a enterrar teve um menino há 31 dias... passados 15 dias voltou ao hospital com dores, esteve 1 semana internada... foi para casa.... este semana voltou para o hospital mas a caminho da sala de operações faleceu...

Agora digam-me o que dizer a este pai ou esta mãe que em 40 dias perde 2 filhas...

A vida de facto às vezes é madrasta....

Declaração dos Direitos da Criança

Princípio 1º



Toda criança será beneficiada por estes direitos, sem nenhuma discriminação de raça, cor, sexo, língua, religião, país de origem, classe social ou situação económica. Toda e qualquer criança do mundo deve ter seus direitos respeitados!


Princípio 2º


Todas as crianças têm direito a protecção especial e a todas as facilidades e oportunidades para se desenvolver plenamente, com liberdade e dignidade. As leis deverão ter em conta os melhores interesses da criança.


Princípio 3º


Desde o dia em que nasce, toda a criança tem direito a um nome e uma nacionalidade, ou seja, ser cidadão de um país.


Princípio 4º


As crianças têm direito a crescer e criar-se com saúde. Para isso, as futuras mães também têm direito a cuidados especiais, para que seus filhos possam nascer saudáveis. Todas as crianças têm também direito a alimentação, habitação, recreação e assistência médica.


Princípio 5º


Crianças com deficiência física ou mental devem receber educação e cuidados especiais exigidos pela sua condição particular. Porque elas merecem respeito como qualquer criança.


Princípio 6º


Toda a criança deve crescer num ambiente de amor, segurança e compreensão. As crianças devem ser criadas sob o cuidado dos pais, e as mais pequenas jamais deverão separar-se da mãe, a menos que seja necessário (para bem da criança). O governo e a sociedade têm a obrigação de fornecer cuidados especiais para as crianças que não têm família nem dinheiro para viver decentemente.


Princípio 7º


Toda a criança tem direito a receber educação primária gratuita, e também de qualidade, para que possa ter oportunidades iguais para desenvolver as suas habilidades.


E como brincar também é uma boa maneira de aprender, as crianças também têm todo o direito de brincar e de se divertir!


Princípio 8º


Seja numa emergência ou acidente, ou em qualquer outro caso, a criança deverá ser a primeira a receber protecção e socorro dos adultos.


Princípio 9º


Nenhuma criança deverá sofrer por negligência (maus cuidados ou falta deles) dos responsáveis ou do governo, nem por crueldade e exploração. Não será nunca objecto de tráfico (tirada dos pais e vendida e comprada por outras pessoas).


Nenhuma criança deverá trabalhar antes da idade mínima, nem deverá ser obrigada a fazer actividades que prejudiquem sua saúde, educação e desenvolvimento.


Princípio 10º


A criança deverá ser protegida contra qualquer tipo de preconceito, seja de raça, religião ou posição social. Toda criança deverá crescer num ambiente de compreensão, tolerância e amizade, de paz e de fraternidade universal.

terça-feira, 31 de maio de 2011

Private post....

CC

Nós as duas já muito dissemos uma à outra e ambas sabemos, ou pelo menos eu espero que sim, que somos muito importantes na vida da outra... Se tu não sabes que para mim és das pessoas essenciais que me mantéem o equilibrio, então ficas agora a saber...
Não sou de ter muitos amigos, aqueles que eu considero que o são, são raros, com um tiquinho de mau feitio/atitude... mas são das pessoas mais importantes para mim...

Com isto dito miúda, nem sei bem para que é este post mas.... lamento não estar ao teu lado nestes últimos tempos... lamento que estejas a passar por isso quando ainda estás no inicio da tua vida e essas coisas é suposto estarem afastadas da tua mente nos próximos 50 anos...

Lamento que seja algo que trouxe à tua mente o termo "para toda a vida", porque isso assusta por vezes... porque chateia... porque revolta-nos ser assim... Quando eu tinha 21 anos foi-me detectada a minha amiga, aquela rara (achavas que eras só tu não?) e na altura lembro-me como reagi, mas miúda, olha bem no espelho, vê lá se é isso que te vai mandar ao chão? Tens de tomar... tomas.... e olha que te arranjo mais uma centena de listas na internet.......

E já sabes tâmaras, figos e damascos secos eu como se tu nao quiseres....


Seja lá o que este post quer dizer, basicamente é que estou aki, longe mas perto... e se for preciso alguma coisa, só tens de esperar 7 horitas (mais 4 para o check-in) e eu estou aí....


bjs

segunda-feira, 30 de maio de 2011

domingo, 29 de maio de 2011

Vocês ontem viram o mesmo que eu?

Bolas.... e  mais era só uma em campo....

Que pena que eu tenho de não ter visto todos os joguinhos do Barça esta época que passou... Chiça, que aquilo é que é jogar à bola........


melhor equipa do Mundo, não haja dúvida.... livra!!!!!!!!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Shit!Shit!Shit!

Italian Goumet online

...

Can we pretend that airplanes

In the night sky
Are like shooting stars
I could really use a wish right now (wish right now, wish right now)
Can we pretend that airplanes
In the night sky
Are like shooting stars
I could really use a wish right now (wish right now, wish right now)



quinta-feira, 26 de maio de 2011

A blogosfera...

Confesso que eu não sou uma blogger tipica.... não crio personagens, não invento vidas ou aventuras... este blog é o reflecto do que sou.

Nem na minha vida me transformo no que não sou. E acima de tudo sei que todos nós temos os nossos momentos... há dias bons, outros nem tanto assim, há alturas em que temos tempo, outras nem tanto assim... porque a realidade de cada um de nós é mesmo assim...

Uns têm mais coisas que outros - e ainda bem, outros são mais gente que outros, e ainda bem!

Cada um é como cada qual. Cada um tem no blog algo seu - seja uma vida paralela para o publico, seja um canto que não precisa de seguidores e onde as alegrias e as mágoas são retidas, seja o que for.

Se há algo que me orgulha nesse País à beira mar plantado, é a liberdade que se tem e esse é o bem mais precioso - porque dá-nos asas para sermos o que queremos ser - e se há algo que uma sociedade actual e livre tem de saber fazer, é respeitar os desejos de cada um, as aspirações de cada um - e enquanto o nosso caminho não seja prejudicado pelas aspirações dos outros, deixemo-los estar, a ser autênticos e livres acima de tudo e tentemos nós mesmo encontrar a nossa felicidade!


Há uns blogs divertidos, há uns blogs que são perfeitos arco-iris de sentimentos, há blogs cinzentos... eu só desconfio dos que são sempre a mesma coisa...



O meu blog? Nem sei o que é, e em que categoria se enquadra e confesso que isso não me tira o sono - mas eu nunca gostei de rótulos de qualquer forma - a não ser talvez dos rotulos das garrafas ;)

Acalmem-se todos sim.... avizinham-se tempos dificeis nas vossas vidas mas vem aí o verão, o sol, o calor, e se há coisa que somos é capazes.... dediquem-se ao que é essencial... não ao que é acessório....


Sejam felizes acima de tudo!